Últimas Notícias

Secretário de Saúde de Roraima, Marcelo Lopes é vacinado contra Covid-19

Todos os funcionários das secretarias estaduais e municipais de saúde foram incluídos no grupo prioritário da vacinação

Créditos: Da Redação
Governo confirmou que secretário recebeu imunizante - Reprodução/Facebook/Governo de Roraima

O secretário estadual da Saúde, Marcelo Lopes, de 43 anos, foi imunizado contra o coronavírus com a 1ª dose da vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan. A informação foi repassada pelo Governo de Roraima, nesta quarta-feira (7).

Além do secretário, servidores de setores administrativos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) começaram a ser vacinados nesta semana. Isso ocorre após etapa de imunização de trabalhadores que atuam em unidades da saúde e estão na linha de frente do combate à Covid-19.

Conforme ofício do Ministério da Saúde, todos os funcionários das secretarias estaduais e municipais de saúde foram incluídos no grupo prioritário da vacinação e podem receber as doses. A justificativa é que eles estão em contato constante com possíveis infectados.

"[...] entretanto a ampliação da cobertura desse público será gradativa, conforme disponibilidade de vacinas e risco de adoecimento do trabalhador, em função de sua atividade, ou seja, aqueles que atuam na assistência direta ao paciente terão prioridade", pondera o documento.

O vacinômetro do governo mostra que, até o momento, 22.672 trabalhadores de saúde foram contemplados com a campanha, iniciada em janeiro deste ano. Das 146.560 doses da Coronavac e Astrazeneca, apenas 67.865 foram aplicadas (46%).

"De acordo com o Plano Nacional de Vacinação, devem ser vacinados indivíduos que trabalham em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde. Ou seja, hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias e Secretarias de Saúde [estadual e municipais]", justificou a Sesau.

SECRETÁRIO

Marcelo Lopes assumiu a vaga de secretário da Saúde em junho do ano passado. Antes, ele era superintendente geral da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR). A posse dele foi possível após acordo entre o governador Antonio Denarium (sem partido) e o então presidente da Casa Legislativa, Jalser Renier (SD).

Um mês depois, Marcelo foi diagnosticado com coronavírus e precisou cumprir isolamento social por 14 dias para se recuperar. O secretário anterior, coronel Olivan Júnior, também foi infectado com a doença enquanto ocupava o cargo.

SEE ALSO ...