Últimas Notícias

Prefeitura determina que bares e restaurantes em Boa Vista funcionem até as 15h

A partir das 15h, os estabelecimentos só podem funcionar por meio do sistema delivery ou drive-thru

Créditos: Da Redação
Medidas foram anunciadas nesta quarta-feira (27) - Pedro Barbosa/Roraima em Tempo

O prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique (MDB), proibiu bares, restaurantes, lanchonetes, conveniências, sorveterias, flutuantes, distribuidoras e similares de atender clientes presencialmente depois das 15h. A medida faz parte das novas ações da prefeitura para conter o avanço da pandemia do coronavírus na capital.

A partir desse horário, os estabelecimentos só podem funcionar por meio do sistema delivery ou drive-thru. Contudo, aos sábados, domingos e feriados esses estabelecimentos só estão autorizados a operar em delivery ou drive-thru.

Boa Vista também vai:

  • abrir seletivo para 120 médicos, 60 enfermeiros, 96 técnicos em enfermagem e 20 farmacêuticos;
  • abrir mais unidades de saúde especializadas para Covid-19 durante a semana, aos sábados, domingos, feriados e pontos facultativos;
  • suspender retorno das aulas presenciais na rede particular de ensino por 15 dias;
  • proibir missas, rituais e cultos presenciais de qualquer natureza por 15 dias nas igrejas;
  • fechar a Vila Olímpica para atividades esportivas;

Arthur já tinha cancelado o Carnaval na cidade e proibido festas, acesso a balneários e suspendido atendimento presencial na prefeitura. Boa Vista tem 55.026 casos confirmados de coronavírus e 608 mortes pela doença.

O gestor enfatizou que os índices avaliados pela prefeitura, como taxa de ocupação de leitos clínicos e de terapia intensiva, estão ruins. Disse ainda que passamos pela "fase crítica da pandemia".

"É uma decisão técnica. Temos segurança de que [as medidas] tragam resultado de que a gente espera. Reforço que precisa acontecer o aumento da capacidade de atendimento na rede estadual de saúde. A prefeitura está se antecipando para dar conta dessa demanda crescente", declarou Arthur.

Nessa terça-feira (26), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Geral de Roraima (HGR), foi ampliado de 40 para 50. Já os clínicos passaram para 139, com 136 deles lotados.