Últimas Notícias

Assembleia rejeita indicação de Mariana Poltronieri para assumir Junta Comercial

Nome indicado pelo governo de Roraima recebeu 12 votos contrários e 8 favoráveis; governo deve fazer outra indicação em 10 dias

Créditos: Ana Paula Lima
Indicada ao cargo de presidente da Junta Comercial foi rejeitada em Plenário - Divulgação/Governo de Roraima

O nome de Mariana Poltronieri foi rejeitado na sessão desta terça-feira (3) na Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR). Ela havia sido indicada para assumir a presidência da Junta Comercial (Jucerr). Foram 12 votos contrários e 8 favoráveis em votação secreta.

Mariana era uma das indicadas pelo governo para assumir cargos de diretores e presidentes dos órgãos da administração indireta. Com o resultado, ela se torna o segundo nome a ser rejeitado no Plenário após sabatina em comissão.

O nome de José Haroldo Figueiredo, indicado para assumir a gestão do Instituto de Previdência do Estado de Roraima (Iperr), deve ser votado na sessão desta quarta-feira (4). São necessários 13 votos para que os sete indicados de Antonio Denarium (PSL) permaneçam no cargo.

Durante a votação, o deputado Soldado Sampaio (PC do B) solicitou da base governista a aprovação do nome da indicada. "Peço a aprovação pelo excelente trabalho que vem sendo feito frente à Junta Comercial pela Mariana. Solicito também que a oposição faça uma avaliação com carinho em relação ao nome", pediu.

Em contrapartida, o deputado Renato Silva (Republicanos) criticou a indicação e pediu apoio pela rejeição. "Não tem trabalho bom nenhum da Mariana. Um péssimo trabalho [está] fazendo na Junta Comercial. Inclusive, em menos de oito meses já está envolvida em corrupção. Temos que analisar bem esse nome e votar contra porque não podemos aprovar aqui nome que já está sendo investigado por corrupção", criticou.

ADERR E DETRAN

Na semana passada, o presidente da Casa, Jalser Renier (SD), pediu que as comissões externas avaliassem os nomes que estavam esperando sabatina.

A Assembleia informou que a faltavam Igor Gomes Brasil, para o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), e de Gelb Platão Ferreira de Lima à Agência de Defesa Agropecuária (Aderr). Ambas as comissões solicitaram prorrogação para conclusão dos trabalhos. O pedido foi acatado hoje e os deputados terão mais 60 dias.

Ainda na sessão passada, os deputados Renato Silva e Aurelina Medeiros (Podemos) entraram em divergências sobre quem iria assumir a presidência da comissão para avaliar o nome à presidência do Detran.

Aurelina disse que a decisão foi feita em votação e que ela foi escolhida pelos pares, contudo, Renato afirmou não ter participado da votação e questionou sobre a procedência dos resultados.

No Plenário, o presidente Jalser Renier solicitou que os arlamentares entrassem em acordo sobre os andamentos dos trabalhos e os cargos assumidos e evitar uma "decisão ríspida desta mesa [diretora]".