Polícia

Ladrões de celulares fazem pelo menos quatro vítimas em Boa Vista na quarta-feira

Uma das vítimas foi assaltada numa parada de ônibus, fato que tem se tornado corriqueiro para pessoas que utilizam o transporte coletivo na capital

Créditos: Nonato Sousa
- Fabio Calilo

Mais quatro vítimas foram ao Plantão da Polícia Civil na noite de quarta-feira (12) para registrar boletins de ocorrência de roubo de celulares. Uma delas foi a venezuelana Anyer Vamande Hernandez que afirmou na delegacia ter sido assaltada por um grupo de sete pessoas, entre elas, duas mulheres, quando chegava em casa no bairro Bela Vista.

Segundo a vítima, o bando criminoso andava em quatro bicicletas e um dos homens do grupo tinha um revólver.

"Ele me ameaçou e disse 'passa o celular'. Fiquei com medo e entreguei o aparelho", contou a estrangeira, ao acrescentar que o telefone roubado foi um Moto C Plus dourado. Após isso, a quadrilha foi embora tranquilamente.

Iskra Yohanny Vasquez, outra venezuelana, também foi ao plantão policial denunciar o roubo de seu celular. Ela contou que estava caminhando por uma das ruas do bairro Liberdade quando foi abordada por dois bandidos numa motocicleta Titan vermelha. Um deles estava com um revólver e a ameaçou. Depois, a dupla fugiu.

PARADA DE ÔNIBUS

O estudante Thiago Torres foi outra vítima de roubo de uma dupla de ladrões que atacou várias pessoas na rua na quarta-feira (12). À polícia, ele contou que estava numa parada de ônibus aguardando o coletivo, na Rua Acara-açu, bairro Santa Tereza, quando os dois bandidos chegaram numa Bros vermelha e um deles com uma pistola anunciou o roubo, ao mesmo tempo em que exigiu o celular.

"Não pude fazer nada. Tive medo que ele atirasse e entreguei o celular", informou o estudante ao acrescentar que o aparelho roubado foi um J4 preto.

Outra dupla de ladrões em uma motocicleta preta, também foi acusada de roubar a bolsa e o celular da manicure Erenilde Oliveira Barros, na noite de quarta-feira. Segundo relato da trabalhadora, ela tinha acabado de descer de um ônibus no bairro Bela Vista e seguia caminhando para casa quando os criminosos apareceram e a abordaram.

"Um deles tinha um revólver e disse 'entrega a bolsa e o celular', se não eu te mato", detalhou a manicure ao informar que dentro da bolsa estavam seus documentos, do casal de filhos pequenos e cartões dos bancos do Brasil e Itaú. O celular roubado foi um J5 dourado.

Nenhum dos assaltantes foi preso ou identificado até à tarde dessa quinta-feira. Todos os casos serão investigados por agentes da Policia Civil dos distritos policiais dos respectivos bairros.

 

 

SEE ALSO ...